203404293487296 PILATES E AUTONOMIA DOS IDOSOS

© 2019 por Mônica Martins Nobrega - proibida a reprodução total ou parcial de todo o conteúdo deste site.

  • whatsapp_icon
  • gmail
  • facebook_icon
  • instagram-icone-novo_1057-2227
  • YouTube Social  Icon

Condomínio Infinity Prime Offices - Av. Anita Garibaldi, 850 / Sala 608, Torre C- Cabral, Curitiba / PR - 80540-400 - Whatsapp: 41 98531-7009

September 18, 2019

October 30, 2018

Please reload

Posts Recentes

Por que praticar Pilates?

May 17, 2019

1/4
Please reload

Posts Em Destaque

PILATES E AUTONOMIA DOS IDOSOS

May 27, 2017

Olá, pessoal! Hoje eu quero conversar com aqueles que tem mais de 60 anos. Apesar de todos sabermos sobre a relação entre atividade física e saúde - em todas as idades - e também da importância em se manter ativo mesmo com o envelhecimento, ainda é comum encontrarmos idosos com problemas de saúde relacionados ao sedentarismo.

 

O sedentarismo pode ser considerado o mal do século e está associado aos confortos da vida moderna e aos hábitos adquiridos com o passar do tempo. Ele compromete o equilíbrio entre a ingestão e o gasto calórico diários. As consequências vão desde obesidade, diabetes, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, articulares e ósseas, sinalizando um futuro triste, principalmente se você pretende se manter independente na velhice.

Este é o Luiz Douglas, que já era meu aluno quando eu dava aulas em academias, como professora de ginástica. Cliente do estúdio desde 2009, praticando Pilates até hoje.  Exemplo de que é possível se manter forte, ativo e flexível, aos 81 anos.

 

Mas existem outros fatores. Pense sobre o controle postural e o equilíbrio, básicos para a realização das mais diversas tarefas, como simplesmente levantar de uma cadeira ou caminhar na rua. Alterações no sistema sensorial que ocorrem com o avanço da idade podem ocasionar uma queda, por exemplo.

 

De acordo com dados do Ministério da Saúde, os fatores de risco que mais se associam às quedas são: idade avançada (80 anos e mais); sexo feminino; história prévia de quedas; imobilidade; baixa aptidão física; fraqueza muscular de membros inferiores; fraqueza do aperto de mão; equilíbrio diminuído; marcha lenta com passos curtos; dano cognitivo; doença de Parkinson; sedativos, hipnóticos, ansiolíticos e polifarmácia. Atividades e comportamentos de risco e ambientes inseguros aumentam a probabilidade de cair, pois levam as pessoas a escorregar, tropeçar, errar o passo, pisar em falso, trombar, criando, assim, desafios ao equilíbrio".  (BVS - Ministério da Saúde, nov/2009)

 

Se o método Pilates é utilizado por atletas das mais diversas modalidades, estudos também comprovaram sua eficácia entre os idosos devido aos seus efeitos, tanto sobre o sistema sensorial quanto o motor. Praticar Pilates é seguro e muito prazeroso, possibilitando além do fortalecimento e do aumento da resistência muscular, mais flexibilidade, melhora do equilíbrio e do tempo de reação e desenvolvimento de consciência corporal.

 

E existem muitos benefícios associados: aumento da capacidade respiratória, alívio de dores articulares e na coluna vertebral, melhora da postura e regressão nos casos de incontinências, devido ao fortalecimento do assoalho pélvico.

 

Experimente praticar Pilates! Refletirá na sua auto-estima, disposição, alegria e autonomia para realizar aquilo que você quer.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga